La Serena

La Serena e Coquimbo: Praias de águas mornas, deserto e vinhedos. Na zona onde estão as cidades de La Serena e Coquimbo poderá viver a magia do clima desértico próprio da zona norte e no mesmo tempo desfrutar de excelentes praias e a proximidade das terras férteis da zona central, onde são cultivadas uvas para produzir bons vinhos e piscos.

Na primavera e no verão, suas praias de águas mornas costumam atrair uma grande quantidade de visitantes especialmente de Santiago.

Em La Serena é possível caminhar por sua bela Avenida del Mar, e escolher a praia na qual ficar, passear nas tardes pela Alameda Francisco de Aguirre, museu de esculturas ao ar livre, visitar as antigas igrejas como a de San Francisco, Monumento Nacional, construída entre os séculos XVI e XVII ou ir de compras à Recova, o mercado mais famoso da zona, que inclui uma excelente feria de artesanato.

Em Coquimbo, perca-se na praia La Herradura e a vida noturna do Bairro Inglés. Na data na qual o Chile celebra sua independência (18 e 19 de setembro) a festa é em La Pampilla, um clássico para dançar cueca, cumbia ou salsa, experimentar pratos típicos e tomar vinhos ou drinques com pisco.

Nos arredores destas cidades, visite o Parque Nacional Fray Jorge, uma floresta de quase 10 mil hectares, escondida entre cerros e que graças à camanchaca, neblina de vem do Pacífico, mantém espécies de árvores próprias do sul do Chile. Mais para o norte, na Reserva Pingüino de Humboldt, há ilhas com colônias de pinguins e golfinhos-nariz-de-garrafa que se aproximam aos botes.

A pureza da sua atmosfera permite a existência de vários observatórios astronómicos, como La Campana, Cerro Tololo, La Silla e Municipal Cerro Mamalluca.

Se você tiver alma de esportista, aqui há muitos depósitos de adrenalina. Desde o trekking até enduro, de mergulho a windsurf, e também golfe. Há para todos gostos.

Os povoados nos vales como Pisco Elqui e Vicuña, ajudam a sarar do estrese com terapias naturais de todo tipo. No Valle del Elqui conheça pequenos e tranquilos povoados onde poderá comer produtos típicos da zona e visitar as adegas elaboradoras de piscos e vinhos, com degustações de vinhos.

Há tanto para viver nessa zona, que é provável que precise voltar de quando em vez.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *